quarta-feira, 20 de julho de 2011

OS MEUS SONHOS


“O que mais preocupa não é o grito dos violentos, nem dos corruptos, nem dos desonestos, nem dos sem ética. O que mais preocupa é o silêncio dos bons”. (Martin Luther King)

Primeiramente, eu quero me desculpar com os meus irmãos em Cristo que são pacifistas (me refiro aos verdadeiros e não aos hipócritas), pois eu cometi o erro de generalizar julgando injustamente os que são sinceros no que acreditam. Gostaria que vocês soubessem que eu admiro muito o Mahatma Gandhi e o Martin Luther King, apesar de eu não concordar com a sua ideologia; mas reconheço que eles eram homens bons, sinceros no que acreditavam. Eu acabei sendo intolerante com todos os pacifistas devido ao fanatismo religioso de muitos deles. Já sofri muito nas mãos de certos “pacifistas” que não matam com as mãos, mas matam com a língua. Esses intolerantes não me feriram com armas, mas me causaram feridas profundas na alma com as suas palavras destruidoras. Eu peço perdão por ter generalizado, pois reconheço que existem pacifistas verdadeiros que realmente amam os seus semelhantes. Os pacifistas sinceros são dignos de meu respeito, mas os pacifistas hipócritas são dignos de meu desprezo. Novamente peço desculpas pela minha intolerância, porque acabei fazendo a mesma coisa que os meus opositores fizeram comigo, e reconheço o meu erro. Que Deus abençoe todos os homens que têm o amor como arma, e que não são alienados como os religiosos hipócritas que sempre me perseguiram e me caluniaram somente pelo simples fato de eu gostar de artes marciais e de armas. O que me incomoda no pacifismo é a omissão diante do mal, mas de agora em diante irei respeitar os cristãos que pensam diferente de mim.

Neste texto, eu pretendo contar sobre alguns sonhos que tenho guardados em meu coração. Quero compartilhar os meus sonhos com a sociedade para mostrar que sou uma boa pessoa e que também tenho sentimentos.

Quando eu era criança, me divertia assistindo a extinta Rede Manchete, e para mim essa foi à melhor emissora de televisão que já existiu. Eu adorava os animes e seriados japoneses que passavam na Rede Manchete, e sinto muita saudade dessa época. Infelizmente, hoje, apenas passa baixaria e imoralidade na televisão. Um dos meus maiores sonhos é que a Rede Manchete retornasse algum dia, ou que, pelo menos, surgisse uma emissora de televisão semelhante a ela.

Outro sonho meu é ser um lutador de artes marciais, mas, infelizmente, eu sou um fraco e incompetente. Não sou disciplinado e nem tenho talento para praticar lutas esportivas. O meu sonho é ser forte e habilidoso em combate para poder defender os fracos. Infelizmente, eu não sirvo para isso. Já sofri muito preconceito no meio evangélico por eu gostar de artes marciais, e devido às calúnias e acusações, acabei desistindo das lutas esportivas. Não agüentei a pressão, isto é, eu sou um covarde.

Desde criança eu sonho em ser policial, porque desejo muito combater o crime e proteger os indefesos. Eu admiro muito a polícia e para mim os policiais são verdadeiros heróis. Eu sempre oro em favor das autoridades governamentais (inclusive, pela polícia) para que elas protejam os cidadãos de bem e castiguem os malfeitores. O capítulo 13 da Carta aos Romanos é uma “pedra no sapato” dos religiosos que adoram demonizar as autoridades legalmente constituídas.

O meu maior sonho é ser amigo de Deus, ou seja, ter comunhão com o Altíssimo. Eu tenho paixão por Adonai, o Deus dos judeus. Yavé, o Deus de Israel, é o meu exemplo. Eu desejo ardentemente conhecer a Deus e ter um relacionamento com Ele. Gostaria muito de ser amigo de Deus, da mesma forma que os heróis da fé foram no passado.

Nenhum comentário: