sábado, 21 de janeiro de 2012

O MESTRE DO MAL


[Pobres cavaleiros
Não sabem do que sou capaz.
Eu domino toda maldade do mundo.
HAHAHAHAHA
Eles estão perdidos
HAHAHAHAHA]
Fazendo os cavaleiros lutar entre si
O mestre vai tecendo sua teia mortal
Chamando mil demônios que estão por aí
Vagando pela terra e pelo inferno astral
Maldade e confusão ele pretende espalhar
Terror, escuridão e falsidade no olhar
São marcas da desgraça que ele acha legal
Destrói por onde passa
Ele é o mestre do mal!
Ele é maldoso
Ele é desleal
Ele é perigoso
É o mestre do mal
Ele é maldoso
Ele é desleal
Ele é perigoso
É o mestre do mal
Vencer os cavaleiros defensores do bem
Fingindo ser amigo é seu plano infernal
Na luta ele apela, não respeita ninguém
Sangrento e traiçoeiro ele é o mestre do mal
Guerreiros massacrados não desistem jamais
Renascem pela força do amor dos mortais
A luta continua, qual será o final?
Vencerão os cavaleiros ou o mestre do mal?
Ele é maldoso
Ele é desleal
Ele é perigoso
É o mestre do mal
Ele é maldoso
Ele é desleal
Ele é perigoso
É o mestre do mal
[Eles não perdem por esperar...
A minha vitória está bem próxima
HAHAHAHAHA
Com mil demônios e a força das trevas eu vencerei
Ou não me chamo Ares: O mestre do mal!
HAHAHAHAHAHAHA HAHAHAHA HAHAHAHAHA HAHAHAHAHA]

Nenhum comentário: