terça-feira, 1 de maio de 2012

O CRISTÃO PODE PRATICAR ARTES MARCIAIS?



Sempre houve muito preconceito no meio evangélico em relação às artes marciais; e muitos religiosos demonizam as lutas esportivas alegando que os cristãos não podem praticá-las. Muitos dizem que os cristãos não devem praticar as artes marciais por causa de sua natureza violenta, entretanto, esses mesmos religiosos descem a porrada em crianças indefesas alegando que estão educando. Outros crentes endiabram as lutas esportivas por causa da idolatria (nesse caso, o preconceito é mais coerente). Neste artigo, eu pretendo mostrar a verdade sobre as artes marciais. Tentarei não usar termos pejorativos para me referir aos meus opositores, e serei o mais objetivo possível.

As artes marciais literalmente significam “artes militares”, isto é, a sua origem não é religiosa, mas, sim, militar. As lutas esportivas não têm nada haver com o deus romano, Marte, até porque as artes marciais são orientais, e Marte é um deus ocidental. As lutas esportivas não têm origem budista, porque Siddhartha Gautama nasceu milhares de anos depois do surgimento das artes marciais. Lao-Tsé também nasceu muito tempo depois do surgimento das lutas esportivas, portanto, as artes marciais não têm origem taoísta. Bodhidharma não foi o criador do Kung Fu, mas ele apenas recodificou essa arte milenar. O Wushu (Kung Fu) surgiu há mais de 4.000 anos atrás, ou seja, bem antes de Bodhidharma existir. O Wushu significa “Técnica Militar”, isto é, a sua origem é o serviço militar chinês; e não o culto ao Buda. Mesmo, se as artes marciais tivessem uma origem idolátrica, não teria problema nenhum, pois o Teatro tem origem no culto a Dionísio, conhecido também como Baco, o deus do bacanal, e nem por causa disso o Teatro deixa de ser um instrumento de benção nas mãos dos servos de Deus.

Muitos evangélicos condenam as lutas esportivas por causa do cumprimento de reverência aos mestres e aos colegas de treino. A saudação “Kin Lai” do Kung Fu tem origem idolátrica, mas o “aperto de mão” também tem a sua origem na idolatria. Se formos radicalizar, teremos que parar de cumprimentar os outros. O errado é reverenciar quadros, estátuas e tatames, mas não há problema algum em cumprimentar as pessoas de forma respeitosa. A saudação “Kin Lai” é o mesmo que bater continência, ou seja, é apenas um gesto de respeito.

Outros crentes condenam as artes marciais por causa das cores das faixas. Na minha opinião, acreditar que as cores influenciam nas nossas vidas é a mesma coisa que acreditar que as constelações influenciam alguma coisa nas nossas vidas. Todas as cores foram criadas por Deus; e acreditar que existem cores boas ou ruins é coisa de gente que não conhece a Bíblia e nem a Deus. Portanto, isso é pura ignorância.

Alguns religiosos condenam muitos estilos de luta pelo simples fato dos lutadores imitarem os movimentos dos animais. Os mestres que criaram os estilos em que os lutadores imitam os movimentos dos animais não os criaram com a intenção de se adorar os animais, mas eles apenas se basearam nos combates entre os animais na natureza para criarem esses estilos.

Alguns “ex-satanistas” adoram demonizar as lutas esportivas alegando que são coisas do Diabo. O interessante desses “ex-satanistas” é que eles aparentemente permanecem satanistas, porque continuam ensinando os ensinamentos satânicos que aprenderam no Satanismo. A verdade bíblica é que Satanás não é dono de nada, porque nem a chave da própria casa ele tem. Jesus Cristo tem as chaves da morte e do Inferno.

Muitos cristãos condenam as artes marciais por causa da luta em si, mas João Batista, o precursor do Messias, batizou alguns soldados, e lhes incentivou a continuarem combatendo. O centurião Cornélio foi batizado ainda sendo um oficial romano, e em nenhum momento, Pedro, o recriminou por ser militar. Portanto, não há problema em combater.

Um argumento muito usado pelos religiosos fanáticos é que tudo o que o Diabo usa é dele. O interessante é que Satanás usou a Palavra de Deus para tentar Jesus no deserto. Os versículos bíblicos usados fora de contexto podem levar a perdição. Portanto, todas as coisas podem ser usadas tanto para o bem quanto para o mal.

Deus em nenhum momento na Bíblia nos ensinou que é errado combater; e nem ensinou que os cristãos devem obedecer a doutrinas que são preceitos dos homens; ou acatar proibições ridículas. Os cristãos têm consciência para decidirem o que é certo ou errado. Não há problema nenhum os cristãos lutarem, portanto, que eles se abstenham da idolatria. 

7 comentários:

Anônimo disse...

Cara!Sem palavras,você me respondeu o que eu queria saber.Obrigado.

Anônimo disse...

Cara!Sem palavras,você me respondeu o que eu queria saber.Obrigado.

Reflexões de Filipe Levi disse...

Fico feliz de ter te ajudado. rsrs

Anônimo disse...

Mano vc respondeu tudo q eu precisa,,eu quero treina kung fu,,so q fico algumas duvidas na mente,,te agradeso por ter me dado as respostas pra essas duvidas,,q Deus te abensoe sempre e um forte abraço!

Filipe Levi disse...

Fico muito feliz em ter te ajudado, de verdade. Essa foi a minha intenção em escrever esse artigo. Que Deus abençoe muito a sua vida. rs

Anônimo disse...

Nao da pra explicar o quanto estou feliz ..... E nao poderia ficar sem comentar... Meu sonho sempre foi pratica karatê e depois de muito tempo minha mae deixou ... Toda minha familia e evangelica... Msm assim minha mae me deixo ir .... Eu vi que nao tinha nada a ver msm assim tinha muito preconceito =( meu namorado que e filho de um pastor me proibiu de pratica e eu fiquei um ano avastada msm sabendo que nao tinha nada a ver ....chegamos a termina ... E depois de um ano eu voltei... Msm tendo apoio so do meu pai.... Muito obrigado msm .... Agora vou fazer o max possivel para que ninguem mais sofra cm esse preconceito idiota e burro ....

Filipe Levi disse...

Estou muito feliz por abençoar a sua vida. A minha intenção é essa mesmo, abençoar as vidas dos cristãos, que, assim, como eu, sofrem preconceito por gostarem de artes marciais, serviço militar, política, desenhos animados e videogames. Estou feliz de verdade por saber que tenho abençoado a vida de cristãos com os meus textos sobre artes marciais. Que Deus abençoe imensamente a sua vida.