terça-feira, 29 de maio de 2012

SE NÃO FORA O SENHOR DOS EXÉRCITOS



Se não fora o Senhor dos Exércitos na minha vida, eu já estaria morto. Em muitas ocasiões era para eu ter morrido, mas Deus me livrou da morte. Não sei qual é o propósito do Altíssimo em me manter vivo, mas quero ter fé de que Ele deva ter algum bom motivo para preservar a minha vida. Todos os dias é uma luta acordar e levantar, porque eu gostaria mesmo de dormir eternamente. Tenho muita dificuldade de encarar a vida, pois não tenho estrutura emocional para isso.

Três grandes sonhos fazem o meu coração inchar de tanta dor. Eu sonho em me tornar amigo de Deus, em ter uma companheira, e fazer a diferença nesse mundo. Quem me dera se o Todo-Poderoso realizasse esses meus sonhos.

Desejo ardentemente ter um encontro verdadeiro com Deus, pois eu só o conheço de ouvir falar. Mas, gostaria muito de conhecê-lo de andar com Ele. Quero muito poder ver a Deus com os meus próprios olhos e ter intimidade com Ele. Desejo me relacionar com Deus e com os meus irmãos em Cristo. Quero muito ser servo e amigo de Deus.

Perdi tanto tempo da minha vida julgando e odiando as pessoas, porque eu alimentei durante anos o meu coração com sentimentos ruins. Descobri que é melhor ignorar o que me incomoda do que ficar remoendo sentimentos negativos no meu coração. Não quero ferir ninguém, mas isso não significa que eu queira ser ferido. Não gosto de machucar as pessoas, porque me sinto mal quando as machuco. Desejo amar as pessoas intensamente, pois assim eu serei verdadeiramente feliz. Gostaria muito também de ser amado pelos outros. Não quero mais saber de sentimentos ruins. A compaixão é mais forte do que a raiva; e o perdão é mais poderoso do que o ódio. Decidi não mais alimentar o meu coração com ódio, mas, sim, me entregar ao amor. Prefiro amar do que odiar, pois é muito bom amar os meus semelhantes. Espero um dia ser amado também.  

Como eu gostaria que Deus, o Altíssimo, me desse uma boa razão para viver! Eu preciso de algo para me manter vivo. Preciso de uma boa razão para continuar lutando pela vida. Desejo ardentemente praticar o bem, ou seja, fazer o que é certo. O bem e o mal pelejam dentro do meu coração. O certo e o errado batalham dentro da minha consciência. Quem vencerá essa guerra? Tento ignorar a existência do mal, mas não consigo. Infelizmente, não consigo ignorar a existência do Diabo e dos malfeitores. Se eu conseguisse esquecer o mal, eu acho que seria mais feliz. A maldade me incomoda muito, mas me sinto preso e impotente para fazer algo a respeito. Não tenho força e nem poder para fazer alguma coisa em relação a isso. Infelizmente, não tenho a capacidade para mudar o mundo. Eu ignorando ou não, o mal existe; e não posso fazer nada a respeito disso. Quem me dera se Deus, o Todo-Poderoso, me capacitasse para fazer a diferença na sociedade e lutar em prol da justiça. Esse é um grande sonho que eu gostaria que se realizasse.

Se não fora o Senhor dos Exércitos, eu já teria me suicidado. Se eu ainda estou vivo é graças à misericórdia de Deus. O Deus Vivo tem me dado forças para eu ainda lutar pela vida. Todos os dias eu penso em me suicidar, mas a vontade de viver para fazer algo pelo mundo ainda me mantêm vivo. Tenho desejo ardente de fazer a diferença; e morto não poderia fazer nada. Devo viver para ajudar as pessoas. Mas, como eu poderei ajudar os outros, se não consigo nem ajudar a mim mesmo? Preciso que Adonai me capacite para enfrentar os obstáculos da vida. Preciso viver para deixar o meu nome marcado na História. Não posso me conformar com as coisas erradas, mas devo fazer o que é certo. Se o homem por natureza é mau, eu ouso ser bom. Deus para mim representa a honra, a lealdade, a integridade, a justiça, o certo, o justo, e o bem. Tenho fé de que posso conseguir essas virtudes, se eu buscar a Deus de todo o meu coração.

Nenhum comentário: