quarta-feira, 22 de maio de 2013

EM DEFESA DA POLÍCIA



Infelizmente, no meio intelectual brasileiro, os esquerdistas fazem lavagem cerebral nas pessoas para induzi-las a aceitarem a ideologia marxista. Os comunistas querem enfiar goela abaixo o Marxismo para as pessoas. As faculdades de História são antros de comunistas, pois eles doutrinam os seus alunos a aceitarem as idéias de Karl Marx. Em primeiro lugar, quero deixar bem claro que não odeio o Karl Marx ou o Che Guevara. Eu até acredito que as intenções de Karl Marx eram boas quando ele desenvolveu o Comunismo, e também creio que Che Guevara queria tornar o mundo num lugar melhor para se viver. Não é porque eu sou de direita que não irei reconhecer isso. Infelizmente, eu sofro muito preconceito na faculdade (principalmente, por parte dos professores) por eu gostar da polícia. Neste texto, pretendo defender a polícia biblicamente, historicamente, e socialmente.

“Todos devem sujeitar-se às autoridades governamentais, pois não há autoridade que não venha de Deus; as autoridades que existem foram por ele estabelecidas. Portanto, aquele que se rebela contra a autoridade está se colocando contra o que Deus instituiu, e aqueles que assim procedem trazem condenação sobre si mesmos. Pois os governantes não devem ser temidos, a não ser pelos que praticam o mal. Você quer viver livre do medo da autoridade? Pratique o bem, e ela o enaltecerá. Pois é serva de Deus para o seu bem. Mas se você praticar o mal, tenha medo, pois ela não porta a espada sem motivo. É serva de Deus, agente da justiça para punir quem pratica o mal. Portanto, é necessário que sejamos submissos às autoridades, não apenas por causa da possibilidade de uma punição, mas também por questão de consciência. É por isso também que vocês pagam imposto, pois as autoridades estão a serviço de Deus, sempre dedicadas a esse trabalho. Dêem a cada um o que lhe é devido: se imposto, imposto; se tributo, tributo; se temor, temor; se honra, honra”. (Romanos 13:1-7)

A própria Bíblia nos mostra o que Deus pensa a respeito das autoridades, especialmente, sobre a polícia e as Forças Armadas, que são as forças de repressão ao crime. O Altíssimo reconhece a legitimidade da polícia e das Forças Armadas. Principalmente, a polícia, que combate diretamente o crime organizado. Tanto o apóstolo Paulo na Carta aos Romanos, quanto o apóstolo Pedro em sua Primeira Epístola, reconheciam a legitimidade da polícia, ou seja, eles realmente acreditavam que as forças de repressão ao crime são necessárias para manter a lei e a ordem no mundo.

Durante a História, praticamente em todos os países, os policiais foram necessários para dar certa sensação de segurança para a sociedade. Apesar da violência policial contra inocentes e da corrupção, a polícia sempre foi necessária. Quem que combate diretamente os criminosos? Por acaso não é a polícia? Os policiais são essenciais para manter a lei e a ordem na Terra. Os policiais representam o Estado na defesa dos cidadãos.

Os marxistas afirmam que a polícia não é necessária, porque ela existe exclusivamente para defender a burguesia. Esses alienados esquecem que os governos comunistas também têm as suas polícias, mas nesses países, os policiais não se dedicam a combater os bandidos, mas, sim, em perseguir os religiosos. Os policiais dos regimes comunistas perseguem, torturam, estupram, e matam cristãos apenas porque os seguidores de Jesus amam a Deus acima de todas as coisas, e não veneram e idolatram os ditadores de esquerda. Isso me lembra até os imperadores romanos que exigiam que os cristãos os adorassem como deuses. Tanto no Império Romano como nos governos comunistas, os cristãos sofreram torturas indescritíveis e foram brutalmente assassinados por se recusarem a negar a sua fé. Eu prefiro uma polícia positivista que me proteja e combata o crime, do que uma polícia marxista que me persiga por causa da minha fé.

A sociedade seria um lugar ainda pior para se viver se não existisse a polícia para manter a ordem. Os policiais são essenciais para que nós, cidadãos, possamos viver um pouco mais seguros. Por isso, eu admiro e respeito à polícia, porque para mim, muitos policiais são honestos e arriscam as suas vidas para me proteger não por dinheiro, mas por amor a profissão.

Escrevi este texto, porque senti a necessidade de defender a polícia novamente, pois não agüento mais ouvir o povo somente falar mal dos policiais. Deus, o Altíssimo, instituiu a polícia para que nós, cidadãos de bem, possamos ter mais tranqüilidade nas nossas vidas. Que Deus abençoe todas as polícias do Brasil e do mundo. Eu sou grato pela polícia me proteger.

Nenhum comentário: