domingo, 5 de maio de 2013

NATUREZA HUMANA



“Diz o insensato no seu coração: Não há Deus. Corrompem-se e praticam abominação; já não há quem faça o bem. Do céu olha o Senhor para os filhos dos homens, para ver se há quem entenda, se há quem busque a Deus. Todos se extraviaram e juntamente se corromperam: Não há quem faça o bem, não há nem um sequer”. (Salmo 14:1-3)

Segundo a própria Palavra de Deus, todos os homens pecaram e não podem se salvar a si próprios. Não adianta praticar boas obras para se salvar, que isso não adiantará de nada. Ninguém é bom o suficiente para alcançar a Salvação por mérito próprio. Por isso, Jesus Cristo sofreu e morreu numa cruz, para que todo o homem que aceitá-lo como o seu único e suficiente Salvador seja salvo. Somente o sangue de Jesus pode purificar os seres humanos de seus pecados. Apenas o sacrifício de Cristo pode resgatar os homens do Império das Trevas. A Salvação não é pelas obras, mas, sim, pela Graça. Portanto, o ser humano somente pode alcançar a vida eterna aceitando o sacrifício de Jesus em seu lugar, pois apenas o sangue de Cristo pode livrar o homem da morte eterna.

Comecei este artigo já pregando o Evangelho, mas também quero desabafar sobre a minha frustração com a raça humana. O pecado realmente é algo que entristece muito o meu coração, pois a maldade do homem me ofende, assim, como ofende também a Deus. Os seres humanos destroem a natureza por causa da ganância e matam a eles próprios somente por maldade. Os homens são ruins por natureza, porque a natureza humana é diabólica. O homem foi criado à imagem e a semelhança de Deus, mas a cada dia que passa, o ser humano se parece mais com o Demônio. Satanás furtou os corações dos homens com o mal. Os seres humanos são cruéis e perversos, pois eles se afastaram de Deus por causa de seus inúmeros pecados. A humanidade está fadada ao fracasso e a sua própria extinção se não renunciar a maldade e buscar a Deus. O Altíssimo já julgou a Terra com o Dilúvio por causa da maldade dos homens, e um dia julgará o mundo com fogo pelo mesmo motivo, mas recriará novamente a Terra, e todos os seus servos reinarão com Cristo na Nova Terra, que será um mundo onde não haverá mais a morte e o pecado. Será um mundo perfeito, onde não haverá mais poluição e desmatamentos.

Lembro-me dos horrores praticados pelos seres humanos durante o decorrer da História. A Inquisição, as Cruzadas, a Escravidão, o Nazismo, o Terrorismo, o Banditismo, o Satanismo, a hipocrisia religiosa, e a omissão diante do mal, são coisas que eu gostaria de esquecer. Como futuro professor e historiador que serei, eu deveria ser imparcial a respeito de tudo isso, mas eu não consigo ser indiferente diante da perversidade humana. Não consigo fingir que os problemas do mundo não são problemas meus. Não consigo acreditar na mentira de que o Marxismo mudaria o mundo para melhor, porque as ditaduras comunistas mostraram que o Comunismo Utópico de Karl Marx não funciona na vida real. Mas, o Capitalismo também não é grande coisa, ou seja, o Capitalismo apenas se fortalece da exploração e da miséria dos pobres. Portanto, sistemas políticos não resolverão os problemas do mundo. O único que pode ajudar a humanidade a progredir é Deus, o Criador do Universo. O Todo-Poderoso criou a Terra e seus habitantes, e Ele ama profundamente as criaturas que criou. Os homens prestarão contas a Deus por todo o sangue derramado (inclusive, o sangue dos animais). A Bíblia não condena o homem comer carne de animal para se alimentar, e nem um ser humano matar outro semelhante para se defender, mas Deus abomina o assassinato criminoso; matar os animais por esporte, e matar os homens por maldade é abominável para Deus. O homem civilizado procura a sua própria destruição. O pecado faz parte da natureza humana, e esse mal deve ser erradicado.

Nenhum comentário: