quarta-feira, 22 de abril de 2015

O CAVALEIRO DA MORTE


Caveiras e ossos enfeitam o cenário
Vejo cadáveres por todos os lados
O rio de sangue me cerca
Estou me afogando nele
O Cavaleiro da Morte me espera
Ele me aguarda para decretar a sentença
A sentença de morte na minha vida
Luto o máximo que posso
Mas o Cavaleiro da Morte é mais ágil, mais inteligente e mais forte do que eu.
A sua espada afiada tenta me decapitar
Me cortar em pedaços
Ele quebrou a minha espada e traspassou o meu coração
Do meu coração jorra sangue
Esguicha sangue sem parar
Estou morrendo
A dor é aguda
Como a picada de um escorpião
O veneno se alastra pelo meu corpo
Entupindo minhas veias
Fazendo desfalecer o meu coração
A Espada da Morte me contaminou com a destruição
Não só meu corpo sangra, mas minha alma também.
Eu choro e ranjo os dentes de tanta dor
A minha língua está seca
O meu sangue não para de jorrar
A minha vida está se esvaindo
A cada gota de sangue que cai vai esvaindo a minha vida
As minhas lágrimas são como o oceano
Estou no mais profundo abismo
Quem poderá me resgatar da escuridão?
Quem poderá me livrar desse Reino de Trevas?
Não tenho pelo que lutar
Não tenho ânimo para reagir
O Cavaleiro da Morte me vencerá
Assim, como ele levou pessoas que eu amava, ele também me levará.
Quem me dera se Deus tiver piedade e salvar a minha alma!
Quem me dera ser golpeado de uma forma que me matem rapidamente!
Morrer sofrendo é muito ruim
Não fui feliz na vida e gostaria de ser feliz na morte
Quero morrer honradamente
Desejo ter uma morte honrada
Morrer por uma causa justa
Morrer por um ideal nobre
Ó, Deus, molhe a ponta de seu dedo e me refresque a língua, pois estou sedento.

Nenhum comentário: