sexta-feira, 17 de abril de 2015

REINO DE CONSCIÊNCIA


Um lugar onde você é o que é por dentro e não como nasceu
O servo se torna cavaleiro
E o nobre mendiga na sarjeta
O cavaleiro prova o seu valor por meio dos seus atos
Lutar por aqueles que não podem lutar por si mesmos
Ser a voz daqueles que não podem falar
Defender aqueles que não têm quem os defenda
Essa é a missão do verdadeiro cavaleiro
Viver e morrer com honra
Proteger os fracos
Ser honesto e nobre
Dizer sempre a verdade
Mesmo que isso o leve a morte
Defender a honra das donzelas
Proteger os peregrinos
Na Terra Santa
Onde os sarracenos e os cristãos se enfrentam
Para conquistar Jerusalém
Nobres e servos
Lutando por um mundo melhor
Um mundo mais pacífico e justo
Os grandes guerreiros
Lutando por um nobre ideal
Por uma causa justa
O motivo deles é justo
E eles estão dispostos a morrer por isso
Clemente de Alexandria e Agostinho de Hipona
Legitimaram a guerra justa
O Concílio de Arles apoiou o serviço militar
Os apóstolos, Pedro e Paulo, reconheceram que as autoridades governamentais são estabelecidas por Deus.
João Batista apoiava os soldados no combate
Jesus Cristo se admirou com a fé de um militar
Portanto, os cristãos têm a consciência tranqüila para guerrear.
A omissão também é pecado
Os pecados de omissão são tão graves quanto os pecados de comissão
Nós, cristãos, devemos pelejar para promover a justiça.
O Estado, que é instituído por Deus, tem a obrigação de castigar os culpados e de louvar os homens bons.
Os cavaleiros devem lutar por uma sociedade mais justa
Onde os fracos e desamparados tenham alguém que lute por eles
Alguém que os defenda
Os magistrados devem julgar as causas dos oprimidos para que a justiça prevaleça
Os heróis existiam, existem e sempre existirão. O bem sempre vencerá no final.

Nenhum comentário: