quarta-feira, 24 de maio de 2017

FRASES DE FILIPE LEVI 21



Infelizmente, muitos teólogos (para não dizer a maioria) endeusam os Pais da Igreja, ou seja, eles idolatram os Pais da Igreja da mesma forma que os católicos idolatram os seus santos. Reconheço que os Pais da Igreja foram homens muito importantes para a História da Igreja, mas aí considerar mais "sagrados" os ensinamentos dos Pais da Igreja do que os Mandamentos da Bíblia já é demais. Não interessa o que os Pais da Igreja ensinaram ou deixaram de ensinar se os seus ensinamentos são contrários a Bíblia, a Palavra de Deus. Devemos reter apenas os ensinamentos bons e bíblicos dos Pais da Igreja, e não suas tradições ridículas, opiniões e preconceitos pessoais, e ensinamentos heréticos. (Filipe Levi)
"Existiram Pais da Igreja que pregavam coisas contrárias a Palavra de Deus (muitos deles são endeusados pelos teólogos de hoje). Tertuliano de Cartago, Hipólito de Roma, Orígenes de Alexandria, Cipriano de Cartago, Lactâncio, e outros hereges, inventavam coisas que Jesus Cristo nunca ensinou. Eles demonizavam o serviço militar e a política (sem embasamento bíblico), e alguns deles ainda pregavam o antissemitismo. No capítulo 13 da Carta aos Romanos do versículo 1 ao 7, e no capítulo 5 do livro de Daniel do versículo 20 ao 21, a Palavra de Deus deixa bem claro qual é a opinião de Deus em relação as autoridades governamentais. Os Pais da Igreja, Policarpo de Esmirna, Clemente de Roma, Clemente de Alexandria, Ireneu de Lyon, Eusébio de Cesaréia, Atanásio de Alexandria, Ambrósio de Milão, Agostinho de Hipona, e Jerônimo de Strídon, reconheciam a legitimidade do Estado, ou seja, eles sabiam que é necessária a existência do governo para se manter a lei e a ordem na sociedade. Claro, que quando há perseguição religiosa por parte do Estado, os cristãos devem obedecer mais a Deus do que aos homens. Entre obedecer às leis humanas, e as leis de Deus, nós, cristãos, devemos obedecer a Deus". (Filipe Levi)
Quando a vítima implora por sua vida ou para não ser ferida, isso atiça o sadismo do sádico. Implorar para o malfeitor só aumenta a sensação de poder do bandido. Os opressores adoram os oprimidos que imploram e que lambem as suas botas. Você escolhe se quer ser vítima ou inimigo do bandido. Você escolhe se quer ser vítima ou inimigo do opressor. Você escolhe se quer ser vítima ou inimigo do Diabo. (Filipe Levi)
Naruto Uzumaki não desistiu de Sasuke Uchiha. Ichigo Kurosaki não desistiu de Rukia Kuchiki. Oliver Queen não desistiu de John, o Espartano. O Sasuke, a Rukia e o John não queriam ajuda, eles não queriam ser ajudados. Mas, o Naruto, o Ichigo e o Oliver não desistiram de seus amigos. Isso é ser amigo de verdade. (Filipe Levi)

Os Pais da Igreja tinham a mania de escrever apologias contra os seus desafetos, então, eu decidi escrever uma apologia contra alguns deles também. Quero deixar bem claro que nem todos os Pais da Igreja pregavam heresias e falavam besteiras, porque tiveram entre eles cristãos sérios compromissados com Deus. Agora, eu contarei os podres de alguns “santos” Pais da Igreja que eram “cheios da unção” e que viviam a plenitude de falar mal dos outros.
Tertuliano de Cartago era um advogado que no começo de sua caminhada cristã defendia os cristãos com unhas e dentes. Tertuliano até escreveu um excelente livro chamado “APOLOGETICUM” em que ele defende os cristãos alegando que os seguidores de Jesus eram bons cidadãos que pagavam os seus impostos e que até combatiam no Exército. Infelizmente, Tertuliano aderiu uma seita chamada “Montanismo” e passou a pregar heresias e a endiabrar o serviço militar compulsivamente. Tertuliano até escreveu um livro chamado “A COROA DOS MILITARES” em que o Exército é demonizado. O Tertuliano era tão bom, mas tão bom, que rompeu com o Montanismo e fundou a sua própria seita, o “Tertulianismo”. Tertuliano era também antissemita, pois ele escreveu uma apologia contra os judeus.
Hipólito de Roma falava mal de todo mundo e até criou uma lista de profissões proibidas em que ele demoniza os magistrados e soldados (o interessante é que na Bíblia está escrito que os magistrados e soldados são ministros de Deus para o nosso bem). Realmente, essa lista de profissões proibidas é herética.
Orígenes de Alexandria acreditava na reencarnação e no universalismo e também foi outro que criticou o militarismo. Orígenes também acreditava que as estrelas têm almas e cria em muitos outros absurdos. Entre os Pais da Igreja, Orígenes foi o que mais pregou heresias e falou besteiras.
Cipriano de Cartago era extremamente racista, pois ele pregava contra a raça judaica e até afirmou que o Diabo é o pai dos judeus. Cipriano também demonizou o serviço militar e era outro que adorava caluniar os outros. Ele também pregava que a Salvação depende da Igreja (instituição) e não pela Graça por meio do sacrifício de Jesus.
Lactâncio era apologista do imperador Constantino, mas apesar disso, ele foi outro que endiabrou o serviço militar, mesmo com o culto imperial e os sacrifícios aos deuses terem sido abolidos pelo imperador que supostamente havia se convertido. Muitos cristãos primitivos não se alistavam no Exército por causa dos rituais idolátricos e não porque tinham algo contra o militarismo. Realmente, Lactâncio não tinha o que fazer da vida e resolveu pregar besteiras.
Não é novidade para ninguém que eu admiro os militares e os judeus, portanto, usarei sempre o meu talento de escrever para defender as coisas e pessoas que gosto. A mesma liberdade de expressão que os religiosos alienados têm de expressar as suas heresias, eu também tenho para poder escrever algo útil. Já estou farto de ver a Internet sendo usada para propagar o fanatismo religioso, então, decidi fazer algo a respeito. (Filipe Levi)

Nenhum comentário: