segunda-feira, 12 de março de 2018

OS VERDADEIROS GUERREIROS (NUNCA ATACAM OS FRACOS E INDEFESOS)



Na cultura das tribos indígenas que praticavam a antropofagia (canibalismo), esses índios não devoravam as pessoas, porque passavam fome, mas, sim, era um ritual de guerra. Na verdade, era uma honra para os guerreiros inimigos serem devorados por esses indígenas, porque esses “índios canibais” somente devoravam os guerreiros que eles admiravam e respeitavam, porque acreditavam que os comendo (principalmente, o coração) ganhariam a sua força, sua coragem e suas habilidades. Nos filmes do “Predador”, os Predadores somente caçam e matam os inimigos que eles respeitam e admiram. Os Predadores somente atacam aqueles que estão armados e que tem algum treinamento militar. O Predador é um caçador, e onde faz muito calor e há conflitos armados, ele estará lá. Para o Predador, arrancar o crânio e a espinha dorsal de seu inimigo, é uma forma de respeitar o seu adversário, pois o Predador somente faz esse ritual com os oponentes que ele considera verdadeiros desafios. Até na cultura da guerra e das batalhas, se encontra honra. Os verdadeiros guerreiros não atacam os mais fracos e indefesos, mas, sim, eles querem enfrentar e combater inimigos que sejam verdadeiros desafios, ou seja, inimigos que estejam a sua altura. Isso é ser um guerreiro de verdade. (Filipe Levi)

Nenhum comentário: