quarta-feira, 23 de maio de 2018

A VIDA É UMA GUERRA (A GUERRA SEMPRE COBRA O SEU PREÇO)


“Você não saberá para que serve a oração até que saiba que a vida é uma guerra”. (John Piper)

A guerra sempre cobra o seu preço. Muitas vezes, o preço é alto demais. Todos os heróis passam por eventos traumáticos. Parece clichê o que direi, mas, muitas vezes, Deus nos coloca no deserto para testar e provar os nossos princípios, valores e ideais, para assim poder conhecer o que está no nosso coração. Apesar das cicatrizes serem como medalhas (elas nos lembram que aquilo que tentou nos matar, não conseguiu), o ferido nunca mais volta a ser o mesmo. Todos os heróis devem pagar um preço pelo seu heroísmo. Em muitos casos, a felicidade é o preço a ser pago (um preço alto demais, mas necessário). Nós servimos a Deus, combatemos o mal e fazemos o bem, não para sermos felizes, mas porque é a coisa certa a se fazer. Entre ser feliz e fazer o que é certo, nós devemos fazer a coisa certa. Eu já desisti de mim há muito tempo. Eu só cumpro ordens. Eu sou apenas uma ferramenta nas mãos de Yahweh. Eu nem existo. Eu sou uma arma. O meu propósito, a minha missão, o meu destino é fazer a diferença, mesmo que isso custe a minha própria felicidade. Alguém tem que fazer, porque não tem homem para fazer. Alguém precisa confrontá-los. Alguém precisa dar um basta nisso. Alguém tem que tomar a iniciativa e fazer. Eu não me importo em ser ferido ou ser morto, se for por uma boa causa. O meu motivo é justo; e estou disposto a morrer por isso. De repente, é por isso que eu sou um depressivo com tendência suicida, porque se eu fosse uma “pessoa normal”, eu não estaria disposto a fazer, o que todos os homens têm medo de fazer, fazer a diferença. (Filipe Levi)

Nenhum comentário: