terça-feira, 10 de julho de 2018

ASSUMA O SEU CHAMADO (NÃO FUJA DO SEU PROPÓSITO)


Lembro-me quando Coronel Trautman (Rambo III) conversou seriamente com John Rambo sobre a sua missão aqui na Terra. O veterano de guerra (Rambo) não queria mais lutar, porque para ele, a sua guerra já havia acabado. Trautman o lembrou de que Rambo é um soldado nato, um guerreiro que nasceu e existe com o propósito de lutar (em prol da justiça). Trautman e os outros oficiais que o treinaram, não criaram Rambo, mas apenas o poliram (moldaram). Rambo não podia fugir do seu chamado (propósito). Lembro-me quando Dean Winchester (Supernatural) tentou fugir do seu destino, mas o anjo Zacarias foi conversar com Dean, para tentar convencê-lo de que o Caçador não podia abandonar o seu chamado, seu ministério. Dean, assim, como Rambo, não queria mais lutar e se envolver na guerra do bem contra o mal. Ichigo Kurosaki (Bleach) teve que decidir se assumiria o seu chamado como “Ceifeiro de Almas” ou não. Ichigo (Aquele Que Protege) não queria ser um herói a princípio, mas quando viu que os fracos e indefesos precisavam de sua ajuda e proteção, Ichigo desistiu de fugir de seu chamado e assumiu a sua postura de defensor e protetor dos inocentes. Uryuu Ishida, o Quincy, estava mais preocupado com sua guerra pessoal contra os Ceifeiros de Almas do que com o seu chamado de Quincy, mas Uryuu se lembrou dos ensinamentos de seu Mestre de que “As flechas do Quincy só devem ser lançadas em nome da justiça; não justiça para si mesmo, mas justiça para aqueles a quem o Quincy jurou proteger”. Assim, Uryuu Ishida, assumiu o seu chamado para ser um Quincy. O profeta Jonas tentou fugir de sua missão, e Deus usou um grande peixe para engoli-lo e vomita-lo bem no lugar de onde Jonas tentara fugir. O profeta Elias se escondeu em uma caverna (Monte Horebe), porque desejava morrer e tinha desistido de seu ministério, do seu chamado. Mas, o próprio Deus (O ETERNO) foi atrás de Elias. Deus tentou tirá-lo de dentro da caverna com o fogo, com o vento e com o terremoto, mas foi uma voz mansa e delicada que foi quem tirou Elias de dentro da caverna. Elias pensou que estava sozinho, mas mais sete mil profetas de Deus também se recusaram a se curvar diante de Baal e ousaram permanecer leais ao Deus de Israel, o Único Deus. Quando Pedro e Paulo estavam desanimados com sua missão, o próprio Jesus (Sol da Justiça) foi conversar com os seus apóstolos para poder confortá-los quando eles precisavam de consolo. Sempre quando os heróis tentam fugir de seu propósito, Deus vai até eles, para trazê-los de volta para a sua missão, para o seu ministério. (Filipe Levi)

Nenhum comentário: